Não há 8 perdas – Parte V

[V] O que Ohno diria se, ao seu conjunto original de 7 perdas, fossem adicionadas outras mais? Se ele estivesse aqui e agora?

Um pouco cansado, Roger entrou no escritório de Ohno. Ele estava cercado por outros gerentes, falando vigorosamente com as pessoas, que concordavam com ele. Uma a uma, elas saíram da sala.

[O]: Estou ocupado hoje, Sr. Roger. O que você quer? Seja rápido!

[R]: Nossa última conversa – ele disse, incomodado com a recepção dura de Ohno – me enviou de volta ao setor de logística. O gerente de logística mostrou-me o caso do nosso centro de distribuição (CD) que está 1.000 milhas distante. Costumávamos manter lá um estoque de 8 dias,  sendo que o  tempo de transporte necessário – desde nossa fábrica até o CD – é de 2 dias.  O gerente me perguntou: “qual porção disso é valor e qual porção disso é perda, Roger”? Minha resposta: “Tudo!”, eu disse. Ele respondeu: “Volte e releia os bons livros sobre logística”.

[O]: Eu lhe diria o mesmo, Roger.

[R]: Eu reli os livros e descobri que “transporte agrega valor de lugar e estoque agrega valor de tempo”. Mais uma vez, tive que concordar. Nem todos os 8 dias de estoque eram perda. O consumidor queria aqueles produtos naquele local (valor de lugar) e naquele momento (valor de tempo), e nós deveríamos pô-lo ali para satisfazê-lo.

[O] Quanto (qual a porção) do estoque é valor e quanto (qual a porção) do estoque é perda?

[R]: Ficou claro para mim que um estoque para somente 3 dias era necessário. Essa porção é valor. Os 5 dias restantes de estoque são perda. E, então, entendi por que o CD reduziu sua cobertura de estoque para 3 dias!!! São dois dias (2) de valor de lugar agregado e um dia (1) de valor de tempo agregado, ao manter o estoque de 1 dia para a política de entrega no dia seguinte.

[8 = 2 + 1 + 5]

[Total = Valor de lugar + Valor de tempo + perda]

[O]: Eu e o gerente de logística concluímos isso um ano atrás, Roger-san – ele disse, indiferente.

Roger estava chateado. Sentiu-se traído: por que Ohno não o ensinara, se ele já sabia de tudo isso?

[O]: Você deve conversar com as pessoas, ver por si mesmo e ler os livros você mesmo – disse, como se estivesse lendo os pensamentos de Roger.

Roger estava um pouco frustrado. Mas, logo depois, reconheceu que esse era o jeito que tornava eficaz do processo de aprendizado. Não teria sido o mesmo se Ohno tivesse simplesmente lhe dito o que eles haviam descoberto um ano atrás.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *